home | fale conosco


O portal brasileiro de informação científica

Portal do aluno
Aqui voce encontra os formulários mais utilizados

Portal Professor/Orientador
Aqui voce encontra os formulários mais utilizados

Dissertação e teses
link de acesso à base de dados  

Links

Como chegar

 

 

a a a
Tamanho da letra 

 

Apresentação

O Programa de Pós-graduação em Ciências é vinculado à Coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo-PPG-CCD-SES/SP oferece cursos de Mestrado e Doutorado, com abordagem multidisciplinar, integrando a pesquisa clínica, o laboratório e a epidemiologia das doenças infecciosas e parasitárias de interesse em Saúde Pública.

É recomendado pelo Conselho Técnico Científico da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES e reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação desde 2000, para os níveis de mestrado e doutorado.

Destina-se a profissionais de saúde de nível superior, vinculados ou não ao Sistema Único de Saúde com diferentes formações acadêmicas, tais como: médicos, biomédicos, biólogos, farmacêuticos, bioquímicos, enfermeiros, psicólogos, dentistas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais entre outras. Esse caráter multiprofissional incorpora e integra conhecimentos que asseguram formação profissional compatível com as atuais demandas sociais nas práticas de saúde.

É um Programa voltado para o serviço e envolve a experiência acumulada pelos pesquisadores nos centenários  Institutos de Pesquisa.

Organiza-se em duas Áreas de Concentração: Pesquisas Laboratoriais em Saúde Pública e Infectologia em Saúde Pública, que são campos específicos de conhecimento onde se desenvolvem atividades de ensino, pesquisa e assistência.

Até dezembro de 2016, 341 profissionais foram titulados sendo 64 doutores e 277 mestres de diferentes regiões do país e da América Latina. Os titulados nesse Programa com vínculo em instituições de pesquisa e ensino cresceram quando submetidos a avaliações em suas instituições. Já os que não tinham vínculo passaram a integrar os quadros de diferentes instituições de ensino e pesquisa ou de prestadores de serviço em diagnóstico de alta complexidade.